segunda-feira, 21 de março de 2011

Cara ou Barata???


Foi num longo bate papo entre mulheres que descobri que é fácil classificá-las por seu valor: Cara é a mulher que quando a vida lhe deu um limão fez logo a limonada. Uma jarra enorme, gelada e adoçada.

Barata é a que ficou azeda.

Cara é a mulher que diante dos sonhos desfeitos, reorganizou-os como pode, juntou caquinhos no chão, catou migalhas, mas se refez.

Barata é a que manteve sonhos extintos, virou o pesadelo dos que a cercam e nunca acordou.

Cara é a mulher que descobriu seu corpo, apaixonou-se pelos seus defeitos e aprendeu a exibir-se com a maestria de quem é segura de seu poder.

Barata é aquela que nem sabe como é, não ousou se conhecer e vive tentando se esconder.

Mulher cara tem brilho nos olhos.

Barata só tem rugas.

Cara é a mulher que saiu a luta, foi ao fundo do poço e…voltou!

Barata é quem vive nas bordas, dependurada, sem coragem de se soltar.

Cara é a mulher que muda de casa, de cidade, de país, de marido, de namorado, de emprego quantas vezes for preciso mas se mantém fiel aos seus princípios.

Barata até muda, mas só a casca. Por dentro mantém as paredes rachadas, o relacionamento falido, o fracassado passado.

Cara é a mulher que tem assunto: Fala de política, moda, cozinha e amor com a mesma desenvoltura.

Barata só fala dos outros, porque de si mesma nada tem de interessante para contar.

A mulher cara ri a toa, é feliz com o que tem, e de tão bem humorada ri até de si mesma.

A mulher barata é carrancuda. Reflete por fora o que realmente é por dentro, não sorri…finge.

Mulher cara tem amigos. Muitos. Verdadeiros e pela vida inteira. Amigos que a admiram e defendem até debaixo d’água.

A barata tem conhecidos. Gente que foge como o diabo da cruz mas que quando não tem jeito…a aturam.

A cara é desprendida e solta.

A barata é pegajosa.

A cara é leve e livre.

A barata é pesada e presa.

Mulher cara tem preço sim e sabe disso. É rara no mercado.

Mulher barata tem aos montes. Pilhas, lotes, containers lotados!

Eu sou das caras. Caríssima por sinal.

Por que as baratas…ahh essas ninguém quer!”

Texto brilhante da minha querida amiga Astrid Coningham Sekkel do blog Maior Estilo.

E vocês, são caras ou baratas???



7 comentários:

Veryy Glam disse...

Eu sou uma Cara sem dúvidas...
Ah!! arrasou na revista linda linda parabens...!

beijinhosss

disse...

SOMOS RYCASSSSSSSSSSSSSSSS !!! CARASS !!!
Muito bem escrito esse texto !!!
ameii

Aline disse...

Eu sou uma mulher cara!
Aproveito a vida com um sorriso no rosto e muito amor no coração.

BJOSSS

Mari disse...

Maravilhosa a reflexão..Adorei!

Ellen Miguel disse...

Carissima carissima...bjs

Maior Estilo disse...

Eu amo MULHER CARA!!!!!!!

Muito bem meninas, tem que ser carísssssiima mesmo!

Bjo grande Nega e muito obrigada!
Astrid

Christiane de Castro disse...

nEGUINHA, JÁ FUI BARATA...rECLAMAVA DE TUDO, PRINCIPALMENTE DO MEU CORPO. mAS QD CONHECI OS BLOGS, PERCEBI QUE SOU ABSOLUTAMENTE NORMAL, E MUITO, MAS MUITO CARA MESMO!!!!
EU SOU SUA FÃ, TE ADORO DE MONTÃO!!!

Postar um comentário

Obrigado por passar aqui!
Adooooooooooooro saber sua opinião...

Volte sempre!!!
Bj da Nega

blog comments powered by Disqus

Gostou? Então twittaaaaa

Nega na Moda